A integração

Três áreas da nossa vida que serão afetadas se assumirmos uma atitude séria para com a integração. São elas: nossa igreja, nossas amizades e nosso relacionamento com os outros.

Em nossa igreja – Se quisermos avançar, se quisermos realizar nosso trabalho, precisamos nos ajuntar, nos unir, deixando de lado as pequenas divergências. Não permitamos que o inimigo tire vantagens de nós. Se ele conseguir dividir nossos interesses e fraccionar nossa comunhão uns com os outros, o mundo verá mais evidências de que o cristianismo não é operante.
Em nossas amizades – Para que consigamos nos envolver com as pessoas será preciso que nos disponhamos a nos aproximar delas e a nos arriscarmos a um relacionamento mais profundo. Mas isso não ocorre automaticamente… arrisque uma aproximação. Tome a iniciativa. Caminhe alguns metros e vá à casa do seu vizinho. Ou então comece apenas com um simples, sincero e caloroso aceno de mão… seja acessível! Seja caloroso e receptivo. É bem possível que o resultado lhe traga muitas surpresas agradáveis.
No relacionamento pessoa a pessoa – Para que a integração deixe de ser uma teoria e se torne uma realidade, temos que estar dispostos a fazer adaptações e ajustes, à medida que nos aproximamos mais das pessoas. Um relacionamento pessoa a pessoa, mais cedo ou mais tarde, exigirá maior doação de nós mesmos. Não vamos nos enganar: É aí que está o ‘x’ da questão.
Vivendo sem máscaras – Charles R. Swindoll

Devocionais

Artigos

Bíblia

Newsletter

Inscreva-se no nosso canal!